Manuais OVH

Recuperar as métricas de um SQL Privado com Grafana

Recuperar as métricas de um SQL Privado com Grafana

O que é o Docker?

Docker é um software livre que automatiza a implementação de aplicações nos containers softwares.

O que é o Grafana ?

Grafana é uma solução open-source que permite colocar dados em forma de gráficos, por exemplo.

Uma instância

Para instalar Grafana, é necessário utilizar Docker. Poderá utilizá-la em diferentes produtos propostos pela OVH:

Docker?

Como instalar?

Em função da sua máquina poderá seguir a documentação acessível neste link para o instalar.

Numa VPS

Se dispõe de uma VPS na OVH poderá escolher a instalação da distribuição "Docker on Ubuntu" que lhe permite dispor de um servidor já de Docker.

Grafana

Instalar Grafana em Docker

Se deseja utilizar Grafana na porta 80 do seu servidor, é necessário utilizar o seguinte comando:

docker run -i -p 80:3000 grafana/grafana

Poderá encontrar mais informações neste link. Poderá instalar Grafana sem Docker, e para tal basta que consulte a seguinte documentação.

Um servidor SQL Privado

Tipo de SQL Privado

O seu servidor SQL Privado deverá ser do tipo "Docker" para recuperar as métricas.

Ativação gratuita nos alojamentos Performances

Se dispõe de um alojamento performance poderá ativar um servidor SQL Privado de forma gratuita com a ajuda do seguinte guia.

Encomendar um servidor SQL Privado

Pode encomendar um servidor SQL Privado diretamente no seu Espaço Cliente.

  • Todos os novos servidores SQL Privado implementado são do tipo "Docker".

O meu servidor SQL Privado é do tipo "Legacy" ou "Docker"?

OS antigos servidores SQL Privado são do tipo "Legacy" (exemplo: sqlprive-kx11111-009), os novos são do tipo "Docker" (exemplo: sx11111-012). Tratam-se de duas infraestruturas diferentes.

Obter o token via a API OVH

Ligar-se à API OVH

Para se ligar à API OVH queira aceder ao seguinte link e clicar em "Login" para se ligar.

https://api.ovh.com/console/

Recuperar o token

Deverá utilizar a seguinte funçãop para recuperar a lista dos servidores SQL Privado presentes na sua conta e depois clique em "Execute" :

/hosting/privateDatabase

Introduza através da seguinte função o nome do seu seu servidor SQL Privado do tipo "Docker":

/hosting/privateDatabase/{serviceName}

Encontrará no "graphEndpoint" duas informações necessárias:

  • readToken
  • host

Utilizar Grafana

Ligação ao seu Grafana

Aceda à sua Grafana através do seu navegador, os identificadores padrão são:

  • admin / admin

Adicionar a sua source de dados

É necessário para tal clicar em "Data Sources" na coluna à esquerda e depois em cima clique em "Add new".

Introduza as seguintes informações:

  • Name: o nome da sua source de dados, no nome caso será "private SQL".
  • Default: Sim
  • Type: "OpenTSDB"
  • URL: introduza aqui o conteúdo do campo "host" obtido anteriormente na API OVH
  • Access: "proxy"
  • Http Auth: Selecione "Basic Auth", desselecione "With Credentials"
  • User: introduza aqui o conteúdo do campo "readToken" obtido anteriormente na API OVH
  • Password: introduza igualmente o conteúdo do campo readToken" obtido anteriormente na API OVH

Efetue um teste de ligação, e se o mesmo for conclusivo, adicione a source de dados.

Configurar o seu "Dashboard"

Clique na coluna à esquerda em "Dahboards", clique no topo em "Home" e depois em "New".

  • Obterá desta forma um painel que poderá renomear ao clicar no ícone "Manage Dashboard" e depois em "Settings".
  • Poderá a qualquer momento efetuar o backup do seu painel de controlo ao clicar no ícone de "Disquete" no topo.

Um painel de controlo é composto pela linha ("Row"), e para adicionar o primeiro gráfico deverá clicar no botão verde, e depois em "Add Panel" e "Graph".

No separador "General", introduza o título do seu gráfico, por exemplo, "RAM".

  • No separador "Metrics", verifique num primeiro tempo que a sua source de dados está selecionada em baixo à direita.

A primeira métrica a introduzir é "memory.hierarchical_memory_limit", e corresponde à RAM máxima alocada ao seu servidor SQL Privado.

Clique de seguida em "+ Query" para adicionar a segunda métrica "memory.rss", esta corresponde à RAM utilizada pelo seu servidor.

No separador "Axes & Grid", selecione em "Left Y" a unidade ""data" e depois "Bytes"

  • Escolha no topo direito o intervalo de tempo a observar, e veja o que foi obtido nos últimos 60 dias.

As métricas

Vejamos 3 exemplos de métricas pertinentes para monitorizar as performances do seu SQL Privado:

|RAM Máximo utilizada|memory.hierarchical_memory_limit| |RAM Utilizada|memory.rss| |Número de ligações MySQL ativas|mysql.active_connections|

Encontrará no seguinte link a documentação oficial sobre as métricas Docker:


Estes manuais também podem ser úteis...