Área de ClienteContacto comercialWebmailOVHcloud Blog

Bem-vindo/a à OVHcloud!

Identifique-se para encomendar, gerir os seus produtos e serviços e seguir as suas encomendas

Aceder

VMware DRS (Distributed Ressource Scheduler)

Controlar a repartição de carga com a função DRS

Última atualização: 17/08/2020

Objetivo

A função DRS (Distributed Ressource Scheduler), disponível nos clusters VMware, permite equilibrar a carga dos hosts através da deslocação automática das máquinas virtuais (vMotion). As MV são repartidas pelos diferentes hosts do cluster em função da sua utilização e dos seus recursos.

Este guia explica a configuração desta função.

Requisitos

Instruções

Como o seu objetivo é repartir melhor os recursos, o DRS vai proceder (ou aconselhá-lo a proceder) à deslocação das MV para um host ou para uma pool mais apropriados do cluster.

Princípio do DRS

Ativação

A função DRS encontra-se ativada de forma predefinida no cluster de base que a OVHcloud fornece aquando da entrega de uma Private Cloud.

Na eventualidade de criação de um novo cluster, pode ativar a função DRS durante ou após essa criação.

Se a função DRS não estiver ativada no seu cluster, selecione este último e aceda ao separador Configurar.

Clique no menu Serviços e no submenu vSphere DRS.

Clique em Editar e ative o cursor vSphere DRS.

Ativação do DRS

Parâmetros

Na mesma janela de edição dos parâmetros, encontrará quatro categorias de opções.

Automatização

Há três níveis distintos de automatização:

  • No modo «Manual», o DRS não deslocará as MV, pelo que terá de gerir a deslocação e a repartição das suas MV de forma autónoma.

  • No modo «Parcialmente automatizado», o DRS vai aconselhá-lo acerca das migrações das MV, mas só as realizará com a sua autorização.

  • No modo «Inteiramente automatizado», o DRS deslocará as MV de forma automática, sem validação da sua parte, em função da carga presente nos hosts.

Também é possível definir um patamar de migração mais ou menos agressivo nos modos automatizados.

A opção «Predictive DRS», disponível a partir da versão 6.5 do VMware, permite realizar migrações em função das medidas prospetivas recebidas pelo vROps. Este último é, por isso, indispensável ao funcionamento desta opção do DRS.

Por fim, a opção «Automatização de máquina virtual» permite configurar parâmetros DRS específicos de certas MV no submenu Substituições de MV, no separador Configurar. (Algumas MV poderão ter um modo de migração parcialmente automático enquanto o cluster se mantém em modo inteiramente automatizado.)

Automatização DRS

Opções adicionais

Pode configurar três opções adicionais nos parâmetros DRS:

  • Distribuição das MV: Para uma maior disponibilidade, distribua pelos hosts um número ainda mais homogéneo de MV.

  • Medidas de memória para o equilíbrio da carga: Equilíbrio de carga baseado mais na memória consumida pelas MV do que na memória ativa. Este parâmetro só é recomendável para clusters nos quais a memória do host não se encontra em sobrecarga.

  • Sobrecarga da CPU: Limite a sobrecarga da CPU relativamente a todos os hosts do cluster. Este parâmetro vai criar uma CPU virtual num limite de rácio principal de CPU física (vCPU:pCPU), implementado em cada host ESXi.

Opções adicionais DRS

Gestão da alimentação

Esta opção deve permanecer sempre desativada.

A sua principal utilidade é desativar hosts que o DRS considere desnecessários ao funcionamento da infraestrutura, enquanto satisfaz o nível de fail-over exigido pelo HA. O monitoramento da OVHcloud vai detectar essa extinção como anormal e dará origem a uma intervenção no datacenter.

Opções avançadas

O seu cluster DRS pode ser sujeito a vários parâmetros de configuração avançada.

Veja aqui alguns exemplos:

Nome da opção avançada Descrição Valor predefinido Valor mais agressivo
UseDownTime Se, na análise dos custos, for preciso ter em conta o impacto, sobre a carga de trabalho, de eventuais interrupções de memória durante a migração. 1 0 (não tem em conta o impacto)
IgnoreDownTimeLessThan Limite (em segundos) para ignorar, na análise dos custos, os tempos de interrupção de migração cumulativos. (Pode ser aumentado se a carga de trabalho das MV não for sensível às interrupções de memória durante a migração.) 1 Um número elevado (não tem em conta os tempos de interrupção)
MinImbalance Utilizado para calcular o desequilíbrio-alvo. 50 0
MinGoodness Melhoramento mínimo do desequilíbrio do cluster requerido para cada deslocação. Adaptive 0 (são consideradas todas as deslocações)
MaxMovesPerHost Número máximo de movimentos por host recomendado por invocação. Adaptive 0 (sem limites)

Opções avançadas DRS

Regras DRS

Encontrará no separador Configurar a gestão das regras relativas a MV/hosts.

Regras DRS

  • Manter as máquinas virtuais juntas: As MV ficam situadas no mesmo host.
  • Separar as máquinas virtuais: As MV são distribuídas por hosts diferentes no seio de um mesmo cluster.
  • Máquinas virtuais a hosts: As MV que pertençam ao grupo especificado devem ser executadas no grupo de hosts designado. É necessário criar grupos de MV e de hosts no separador Grupos de MV/Hosts.

A quarta regra, «Máquinas virtuais a máquinas virtuais», encontra-se explicada no guia sobre a função HA.

Criação de regras DRS

Quer saber mais?

Fale com a nossa comunidade de utilizadores em https://community.ovh.com/en/.


Esta documentação foi-lhe útil?

Não hesite em propor-nos sugestões de melhoria para fazer evoluir este manual.

Imagens, conteúdo, estrutura... Não hesite em dizer-nos porquê para evoluirmos em conjunto!

Os seus pedidos de assistência não serão tratados através deste formulário. Para isso, utilize o formulário "Criar um ticket" .

Obrigado. A sua mensagem foi recebida com sucesso.


Estes manuais também podem ser úteis...

OVHcloud Community

Aceda ao seu espaço comunitário. Coloque as suas questões, procure informações e interaja com outros membros do OVHcloud Community.

Discuss with the OVHcloud community