Manuais OVH

Reparticionar um VPS após um upgrade

Última atualização: 11/12/2018

Sumário

Por vezes, depois de efetuar o upgrade do seu VPS, é necessário redimensionar a partição do disco. Siga as instruções deste manual para realizar esta ação.

O reparticionamento do VPS pode danificar os dados que contém de forma definitiva. A OVH não poderá ser responsabilizada pela sua deterioração ou perda. Como tal, antes de avançar, faça uma cópia de segurança dos dados.

Requisitos

  • Ter acesso ao VPS por SSH (acesso root)
  • Ter reiniciado o servidor em Modo Rescue.

Instruções

Após um upgrade, a RAM e o processador (CPU) são automaticamente ajustados. No entanto, o espaço de armazenamento não é atualizado sistematicamente.

Este manual explica os passos necessários para aumentar o espaço de armazenamento do seu VPS.

Realizar uma cópia de segurança dos dados

Ampliar uma partição pode implicar a perda de dados, pelo que recomendamos vivamente que efetue uma cópia de segurança dos dados do seu VPS.

Desmontar a partição

Depois de aceder ao VPS em Modo Rescue, a partição será montada automaticamente. Antes de ser redimensionada, a partição precisa de ser desmontada. Se conhece o nome da sua partição, pode ignorar este passo. Se não conhece, execute o seguinte comando:

lsblk

A partição correspondente ao Modo Rescue será montada no diretório “/”, que é, na realidade, a raiz do sistema. Já a partição do seu VPS estará provavelmente localizada num diretório associado a “/mnt”, ou não estará montada.

NAME MAJ:MIN RM SIZE RO TYPE MOUNTPOINT
sda 254:0 0 10G 0 disk
└─sda1 254:1 0 10G 0 part /
sdb 254:16 0 25G 0 disk
└─sdb1 254:17 0 25G 0 part /mnt/sdb1

Para desmontar a partição, execute o seguinte comando:

umount /dev/sdb1

Verificar o sistema de ficheiros (filesystem)

Depois de desmontar a partição, é necessário analisar o sistema de ficheiros (filesystem check) para verificar se existem erros. O comando é o seguinte:

e2fsck -yf /dev/sdb1

e2fsck 1.42.9 (4-Feb-2014)
Pass 1: Checking inodes, blocks, and sizes
Pass 2: Checking directory structure
Pass 3: Checking directory connectivity
Pass 4: Checking reference counts
Pass 5: Checking group summary information
/dev/sdb1: 37870/1310720 files (0.2% non-contiguous), 313949/5242462 blocks

Se verificar algum erro, deverá adotar as medidas adequadas para cada situação. Estes são alguns dos exemplos mais frequentes:

  • bad magic number in superblock: não continuar. Para resolver este problema, consulte a secção “Como corrigir os erros bad magic number in superblock” deste manual.

  • /dev/vdb1 has unsupported feature(s): metadata_csum seguido de e2fsck: Get a newer version of e2fsck!: atualizar “e2fsck”. Se a última versão não estiver disponível através de apt (ou outro gestor de pacotes), deverá compilá-la a partir do código fonte.

A seguinte lista não é exaustiva.

Abrir a aplicação fdisk

Depois de verificar que não existem erros no sistema de ficheiros, abra a a aplicaçãofdisk. Aí, deverá introduzir o nome do disco (e não o da partição) como parâmetro. Se a partição for sdb1 em vez de vdb1, por exemplo, o nome do disco será /dev/sdb.

fdisk -u /dev/sdb

Esta aplicação dispõe de vários subcomandos, que poderão ser listados através do comando m.

Eliminar a antiga partição

Antes de eliminar a antiga partição, recomendamos que anote o número correspondente ao primeiro setor da partição. Para obter esta informação, execute o comando p. O número é o que aparece no campo Start. Conserve esta informação para ser usada mais tarde.

Command (m for help): p

Disk /dev/sdb: 21.5 GB, 21474836480 bytes
54 heads, 49 sectors/track, 15851 cylinders, total 41943040 sectors
Units = sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 512 bytes
I/O size (minimum/optimal): 512 bytes / 512 bytes
Disk identifier: 0x000132ff

Device Boot Start End Blocks Id System
/dev/sdb1 * *2048* 41941745 20969849 83 Linux

Esta ação é irreversível. Certifique-se de que tem uma cópia de segurança dos dados.

Em seguida, elimine a partição através do comando d.

Command (m for help): d
Selected partition 1

A única partição será eliminada de forma automática.

Criar uma nova partição

Agora é necessário criar uma nova partição executando o comando n. Recomendamos a utilização dos valores predefinidos.

Command (m for help): n
Partition type:
p primary (0 primary, 0 extended, 4 free)
e extended
Select (default p): p
Partition number (1-4, default 1): 1
First sector (2048-41943039, default 2048): 2048
Last sector, +sectors or +size{K,M,G} (2048-41943039, default 41943039): 41943039

Na linha First sector, certifique-se que o valor predefinido é igual ao que foi anotado anteriormente. Se for diferente, use o valor que anotou antes.

Configurar uma partição de arranque (bootable)

A seguir, certifique-se de que a partição seja de arranque (bootable). Para tal, utilize o comando a.

Command (m for help): a

Partition number (1-4): 1

Guarde as alterações e saia da aplicação com o comandow:

Command (m for help): w

The partition table has been altered!

Calling ioctl() to re-read partition table.
Syncing disks.

Ampliar o sistema de ficheiros na partição

A partição foi aumentada, mas o sistema de ficheiros (filesystem) ainda ocupa o espaço definido anteriormente. Para o ampliar, introduza o seguinte comando:

resize2fs /dev/sdb1

resize2fs 1.42.9 (4-Feb-2014)
Resizing the filesystem on /dev/sdb1 to 5242624 (4k) blocks.
The filesystem on /dev/sdb1 is now 5242624 blocks long.

Verificar os resultados

Para confirmar que a operação foi realizada corretamente, pode montar a partição que acabou de criar e verificar o seu tamanho.

mount /dev/sdb1 /mnt
df -h

Filesystem Size Used Avail Use% Mounted on
/dev/sda1 991M 793M 132M 86% /
none 4.0K 0 4.0K 0% /sys/fs/cgroup
udev 1.9G 12K 1.9G 1% /dev
tmpfs 386M 360K 386M 1% /run
tmpfs 5.0M 0 5.0M 0% /run/lock
none 1.9G 0 1.9G 0% /run/shm
none 100M 0 100M 0% /run/user
/dev/sdb1 50G 842M 48G 2% /mnt

A novo tamanho da partição está indicado na coluna Size.

Como corrigir os erros bad magic number in superblock?

Se o comando e2fsck devolver a mensagem de errobad magic number in superblock, deverá verificar e corrigir o sistema de ficheiros utilizando um superbloco de backup. Para ver os superblocos de backups disponíveis, execute este comando:

dumpe2fs /dev/sdb1 | grep superblock

Primary superblock at 0, Group descriptors at 1-6
Backup superblock at 32768, Group descriptors at 32769-32774
Backup superblock at 98304, Group descriptors at 98305-98310
Backup superblock at 163840, Group descriptors at 163841-163846
Backup superblock at 229376, Group descriptors at 229377-229382
Backup superblock at 294912, Group descriptors at 294913-294918
Backup superblock at 819200, Group descriptors at 819201-819206
Backup superblock at 884736, Group descriptors at 884737-884742
Backup superblock at 1605632, Group descriptors at 1605633-1605638
Backup superblock at 2654208, Group descriptors at 2654209-2654214
Backup superblock at 4096000, Group descriptors at 4096001-4096006
Backup superblock at 7962624, Group descriptors at 7962625-7962630
Backup superblock at 11239424, Group descriptors at 11239425-11239430
Backup superblock at 20480000, Group descriptors at 20480001-20480006
Backup superblock at 23887872, Group descriptors at 23887873-23887878

De seguida, utilize o primeiro superbloco de backup para verificar e corrigir sistema de ficheiros:

fsck -b 32768 /dev/sdb1

Quer saber mais?

Fale com a nossa comunidade de utilizadores em https://community.ovh.com/en/.


Estes manuais também podem ser úteis...